Tanto a Rússia quanto o Ocidente, em relação à fé cristã, assumiram uma posição anticrística. A fé cristã tem sido usada, instrumentalizada ou rejeitada, em suma, utilizada pelo diabo para seus próprios fins.

A Rússia sofreu seguramente uma evolução anticristã e é sintomático que tenha sido mencionada abertamente, por três vezes, no Segredo de Fátima de 13 de julho de 1917. Nessa revelação sobre o futuro da humanidade, sobre a guerra que haveria de ocorrer, sobre a evolução da Rússia, há claramente uma trajetória anticrística. A Rússia, no Segredo de Fátima, é mencionada duas vezes de forma negativa e uma terceira de forma positiva, quando Nossa Senhora disse que, no final, o seu Imaculado Coração triunfará.

Na segunda parte do Segredo, Nossa Senhora revela a evolução anticristã da Rússia, dizendo porém que, graças à consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração, haveria a sua conversão e o mundo teria um tempo de paz:

“A Rússia espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja. Os bons serão martirizados, o Santo Padre terá muito que sofrer, várias nações serão destruídas. Finalmente, Meu Imaculado Coração triunfará. O Santo Padre consagrar-me-á a Rússia, que se converterá, e será concedido ao mundo um período de paz.” (Segunda parte do Segredo de Fátima, 13 de julho de 1917)

Desde 1991, ou seja, desde a queda do Império Soviético, pensava-se que esta queda de natureza política significava que a Rússia havia se convertido e que o momento histórico era o do Triunfo do Imaculado Coração de Maria. Havia hipóteses do tipo: com a queda do comunismo, um tempo de paz havia começado. Certamente, foi uma grande vitória de Maria, mas não foi o triunfo de seu Imaculado Coração.

(…) Gostaria, agora, de alertar contra a visão cada vez mais espalhada de que a Rússia está travando a grande batalha contra o pensamento único. Mas não é verdade! A Rússia está realizando uma operação de caráter claramente anticrística, porque impõe o Evangelho pela força. Isto é uma coisa muito grave. Uma cruzada sangrenta e impiedosa está em andamento. É algo horrível, infernal. Não há nada de sagrado nisto. Nada.

As palavras que Jesus dirige a Pedro que, para defendê-lo, desembainha a espada, são sempre atuais: “Todos aqueles que usarem da espada, pela espada morrerão.” A Rússia continua sua evolução anticrística, que é muito perigosa, porque esta guerra pode resultar em um conflito mundial e levar ao uso de armas atômicas. Seria a realização do plano de satanás, que quer destruir o mundo.

O Ocidente também desenvolveu sua própria evolução anticrística, que está chegando ao ápice de seu poder: a prova é que o pensamento único (tão oposto ao cristianismo) agora é pensamento comum. É a doutrina do diabo que se difundiu desde o pós-guerra e que encontrou terreno fértil nas consciências.

(…) Devemos rezar incessantemente para que esta guerra termine o mais rápido possível. Caso contrário, inevitavelmente, o conflito pode se espalhar e ambos os campos anticrísticos se destruirão.