O significado da liturgia deste domingo é sutil e cheio de camadas. Precisamos de algumas informações para compreender o que está acontecendo na primeira leitura de hoje. Tendo sido derrotada a Babilônia, o rei Ciro, da Pérsia, decretou que os judeus exilados poderiam voltar a suas casas, em Jerusalém. Eles reconstruíram o templo em ruínas (Esdras 6, 15-17) e, sob Neemias, terminaram de reconstruir as muralhas da cidade (Neemias 6,15).

O palco estava montado para a renovação da aliança e o restabelecimento da Lei de Moisés como regra de vida do povo. É isso que ocorre na primeira leitura de hoje: Esdras lê e interpreta (Neemias 8: 8) a Lei e as pessoas respondem com um grande “Amém!”

Israel, como cantamos no Salmo de hoje, está novamente dedicando-se a Deus e Sua lei. Aquela cena lembra a profecia de Isaías, que Jesus lê no Evangelho de hoje.

Vejamos todo o capítulo 61 de Isaías. As “boas novas”, trazidas por Isaías, incluem as seguintes promessas: a libertação dos prisioneiros (61, 1); a reconstrução de Jerusalém ou Sião (61, 3-4; v. também Isaías 60, 10); a restauração de Israel como um reino de sacerdotes (61, 6; Êxodo 19, 6); e a forja de uma aliança eterna (61, 8; e também Isaías 55, 3). Soa muito parecido à primeira leitura.

Jesus, por sua vez, declara que a profecia de Isaías se cumpre Nele. A cena do Evangelho também lembra a Primeira Leitura. Como Esdras, Jesus está diante do povo, recebe um pergaminho, desenrola-o, depois o lê e interpreta (comparem-se Lucas 4, 16-17, 21 com Neemias 8, 2–6, 8–10).

Testemunhamos, na liturgia de hoje, a criação de um novo povo de Deus. Esdras começou a ler no alvorecer do primeiro dia do ano novo judaico (Levítico 23, 24). Jesus também proclama um “sabbath”, um grande ano de Jubileu, uma libertação da escravatura do pecado, uma quitação das dívidas que temos com Deus (Levítico 25, 10).

Esdras foi saudado pela multidão das pessoas, como se esta fosse um único homem. E, como ensina a epístola deste domingo, no Espírito o novo povo de Deus — a Igreja — se fez “um só corpo” com Ele.

https://stpaulcenter.com/new-day-dawns-scott-hahn-reflects-on-the-third-sunday-in-ordinary-time/