O jovem rico do Evangelho deste domingo quis saber o que todos nós queremos saber: como viver aqui e agora para que possamos alcançar a vida eterna no mundo que está por vir. Estava procurando o que o salmo de hoje chama de “sabedoria do coração”.

No entanto, ele aprende que a sabedoria que procura não se limita a um conjunto de trabalhos que devem ser feitos ou comportamentos que devem ser evitados. Como Jesus lhe diz, a obediência aos mandamentos é essencial no caminho da salvação, mas não nos leva além de um certo ponto.

A sabedoria de Deus não é uma coleção de preceitos, mas uma pessoa: Jesus Cristo. Jesus é a Sabedoria, cujo espírito foi dado a Salomão na primeira leitura de hoje. Ele é a Palavra de Deus mencionada na epístola que ouvimos. E Ele, como revela ao jovem rico, é Deus.

Em Jesus, encontramos a Sabedoria, a Palavra de Deus viva e eficaz. Como faz com o jovem rico de hoje, Ele olha para nós com amor. Esse olhar de amor, essa contemplação amorosa, é um convite pessoal para deixarmos tudo e segui-Lo.

Nada pode esconder-se do Seu olhar, como ouvimos na epístola. Em seus olhos ardentes, os pensamentos de nossos corações permanecem expostos, e cada um de nós terá que Lhe prestar contas de sua vida (v. Ap 1, 14).

Precisamos ter a atitude de Salomão, que preferiu a Sabedoria a todo o resto; devemos amar a Cristo mais do que a própria vida. Essa preferência e esse amor requerem um salto de fé. Teremos que sofrer por essa fé (conforme Jesus diz hoje aos seus discípulos), mas podemos confiar em sua promessa de que, em sua companhia, todas as coisas boas virão a nós.

Então, quais seriam esses “muitos bens” que nos impedem de nos entregarmos totalmente a Deus? A que estamos apegados — coisas materiais, confortos, amizades? O que seria necessário para vivermos completamente por Cristo e seu Evangelho?

Peçamos em oração a sabedoria que nos fará entrar no Reino de Deus. Como o salmista, digamos a Deus: “Ensinai-nos”.

https://stpaulcenter.com/wisdom-and-riches-scott-hahn-reflects-on-the-twenty-eighth-sunday-in-ordinary-time/