Deus, que nos formou à sua imagem imperecível, não pretendia que morrêssemos: é o que ouvimos na Primeira Leitura de hoje. A morte entrou no mundo pela inveja do diabo e pelo pecado de Adão e Eva; como resultado, estamos todos fadados a morrer.

Contudo, na comovente história do Evangelho de hoje, vemos Jesus libertar uma menina do poder da morte.

Por um lado, Marcos está recontando um fato que levou os discípulos a compreender a autoridade de Jesus e o seu poder até mesmo sobre o inimigo final, a morte (v. 1Coríntios 15:26). Em outro nível, porém, este episódio foi escrito para fortalecer nossa esperança de que também nós seremos ressuscitados dos mortos, junto com todos os nossos entes queridos que adormecem em Cristo (v. 1Coríntios 15:18).

Jesus, ao ordenar à menina “Levante-se!”, está usando a mesma palavra grega utilizada para descrever Sua própria ressurreição (v. Marcos 16: 6). E a mensagem consoladora do Evangelho de hoje é que Jesus é a ressurreição e a vida. Se acreditarmos Nele, mesmo que morramos, viveremos (v. João 15: 25-26).

Somos chamados a ter a mesma fé que os pais da menina no Evangelho hoje: rezando por nossos entes queridos, confiando na promessa de Jesus de que nem mesmo a morte pode nos separar uns dos outros. Observe-se que os pais O acompanharam, apesar dos demais presentes afirmarem que não havia mais esperança; apesar deles ridicularizarem a afirmação de Jesus de que os mortos apenas adormeciam (v. 1Tessalonicenses 4: 13-18).

Já no batismo, fomos “levantados”, ressuscitados, para uma vida nova em Cristo. E a Eucaristia, como o alimento que Jesus mandou dar à menina no Evangelho de hoje, é a promessa de que Ele nos levantará (ressuscitará) no último dia.

Devemos nos alegrar, como cantamos no Salmo de hoje, por Ele haver tirado as nossas almas dos abismos, do fosso da morte. E, como Paulo exorta na Epístola deste domingo, devemos oferecer nossas vidas em ação de graças por esse gesto misericordioso, imitando Cristo em nosso amor e em nossa generosidade para com os outros.

https://stpaulcenter.com/audio/sunday-bible-reflections/arise-scott-hahn-reflects-on-the-thirteenth-sunday-in-ordinary-time/